Trombose venosa profunda: conheça os sintomas e o tratamento

A trombose venosa profunda é uma condição relativamente comum que pode gerar consequências graves e até ser fatal. Ela pode ser caracterizada pela formação de um coágulo dentro de uma veia, o que acaba impedindo o retorno do sangue para o coração e gerando sintomas nada confortáveis.
Quer descobrir quais os sintomas da trombose venosa profunda e saber como ela pode ser tratada? É só continuar a ler o nosso post!

O que é a trombose venosa profunda?

Trombose venosa profunda, mais conhecida como TVP, é o termo usado para descrever a formação de um trombo — um coágulo dentro de um vaso sanguíneo — no interior de uma veia do sistema venoso profundo.
Isso significa que a veia afetada não é superficial e visível sob a pele, mas uma veia profunda que passa dentro dos músculos.

O que causa a trombose venosa profunda?

Diversos fatores aumentam o risco de trombose, como a manutenção de uma mesma posição por muito tempo (por exemplo: viagens longas), genética familiar, cirurgias, gravidez e puerpério  câncer, anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal e obesidade . Pode ocorrer em qualquer idade, mas o risco aumenta na idade avançada.

Onde ocorre a trombose venosa profunda?

Teoricamente, a TVP pode ocorrer em qualquer veia profunda do corpo, mas as localizadas nas pernas costumam ser as mais afetadas.

Quais os sintomas da TVP?

Como o fluxo de sangue fica obstruído, a região abaixo da trombose apresenta os seguintes sintomas de forma abrupta:

  • Dor, principalmente nas panturrilhas;
  • Inchaço;
  • Sensação de queimação;
  • Mudança de cor da pele para tons avermelhados ou azulados;
  • Endurecimento;
  • Aumento da temperatura local;
  • Dificuldade em andar ou movimentar a região afetada.
  • É importante dizer que a trombose venosa profunda pode ocorrer com poucos sintomas ou mesmo passar despercebida. Isso não é raro em pacientes que estão internados com outros problemas de saúde.

A TVP é grave?

Se a trombose não se resolver rapidamente, o tecido da perna pode sofrer alterações e ter o fluxo de nutrição prejudicado, o que vai trazer consequências.
Contudo, a maior complicação da TVP é o desprendimento de parte do trombo que se desloca até o pulmão e entope os vasos desse órgão, impedindo a oxigenação do sangue, num quadro chamado de tromboembolismo pulmonar ou embolia pulmonar. Sem oxigênio no organismo, o funcionamento dos órgãos fica prejudicado, podendo levar a pessoa à morte.

leia também

Viagens longas: 5 Dicas para evitar trombose
Trombose Venosa e Gravidez

Como é feito o diagnóstico da TVP?

A história clínica e o exame físico somente, não são suficientes para descartar a TVP, uma vez que a chance de erro é grande. Normalmente, quando há suspeita de TVP, o médico tentará quantificar essa suspeita através de sinais e sintomas, definindo o risco em maior ou menor.
Além disso, o médico lança mão de exames de sangue (por exemplo : medida de D-dímero) e outros exames de imagem, principalmente o Duplex scan ou EcoDoppler, para confirmar o diagnóstico.
Caso você suspeite que está com trombose, o importante é procurar o atendimento médico, de preferência um angiologista ou cirurgião vascular.

Como tratar a TVP?

Para tratar a trombose é necessário impedir o crescimento do coágulo e isso poderá ser feito com medicamentos que diminuem a capacidade de coagulação do sangue. Esses medicamentos também ajudarão a prevenir a formação de novos coágulos. Meias elásticas são indicadas para ajudar no retorno do sangue venoso ao coração.
Tromboses em veias de grande calibre podem exigir um tratamento especifico de desobstrução do vaso, por via endovascular, ou seja, cateteres introduzidos através dos vasos.
Em casos mais graves e recorrentes pode ser necessário seguir esses tratamentos por um longo período de tempo ou até mesmo colocar um filtro numa veia do abdômen para impedir que os trombos da perna alcancem os pulmões, reduzindo assim o risco da trombose ser fatal.
Entendeu tudo sobre os sintomas e o tratamento da trombose venosa profunda? Aproveite o espaço de comentários para deixar suas dúvidas!
Quer saber mais sobre trombose e outros problemas circulatórios? Então siga-nos nas redes sociais — Twitter, Instagram e Facebook — e fique por dentro de todas as novidades!

8 respostas

    1. Prezada Sônia, boa tarde!
      Estamos à sua disposição para uma consulta completa, com mapeamento ultrassonográfico das veias e outras avaliações que se fizerem necessárias.
      Obrigada pelo contato,
      Cláudia Sathler

    1. Prezada Sônia,
      confira os posts sobre varizes, doenças circulatórias e outros que explicam sobre o que é refluxo.
      Obrigada pelo contato,
      Cláudia Sathler

    1. Prezada Wanilda, boa tarde!
      A trombose venosa profunda, apelidada de “TVP”, é uma doença que exige cuidados tanto na fase aguda quanto a longo prazo.
      Um trombo que acaba de se formar em uma veia da coxa ou da perna pode se desprender, migra pela corrente sanguínea e “entupir” vasos no pulmão, a embolia pulmonar. Depois de semanas, meses e anos, esse trombo pode ser “dissolvido” pelo organismo, porém deixando defeitos na parede e nas válvulas venosas, causando obstrução parcial e refluxo. Se não houver cuidados contínuos, a doença continua avançando e pode chegar ao ponto de ulcerações.
      Confira outros posts sobre o assunto e cuide-se!
      Abraços!!!

  1. Boa tarde doltoura.
    Obtive uma TVP em 2014 perna esquerda, fiz o tratamento e com a melhora não mais fiz o msm, com isso em 2018 obtive outra crise na Panturilha, atrás joelho e da coxa perna direita, foi detectado problema sanguíneo que gera TROMBOS com facilidade. Faço agora uso do marevan por tempo indeterminado, sou Professor de Educação Física e após a melhora, voltei ao treinos musculares mais interensamente, Gostaria de saber da sua opinião se isso tem algum problema, pois me sinto mto bem fisicamente, faço todo cuidado preciso e não tenho, sintomas nenhum, chego a correr 3 a 4 km e não sinto nada, se não for incomodo, gostaria de saber a opinião da senhorita, mto obrigado.

    1. Ola, Lucas! Voce é portador de uma trombofilia, certo? Sendo assim, esta usando Anticoagulante oral (marevan) para prevenir outros episódios de trombose. De forma geral, as outras medidas recomendadas são: manter controle periódico com o seu angiologista/ cirurgião vascular (dúplex scan venoso mostra como está o segmento da veia afetada, se há obstrução ou refluxo); uso de meia de compressão, exercícios e estilo de vida saudável. A corrida tende a ser benéfica, a menos que haja alguma contraindicação específica. Dessa forma, mantenha sempre o angiologista em sua agenda, ok? Obrigada abraço Cláudia Sathler

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.