6 dicas para melhorar a saúde das pernas!

As pernas nem sempre recebem a devida atenção que precisam. E, quando recebem alguns dos cuidados necessários, frequentemente são relacionados a estrias, celulites e flacidez. No entanto, problemas relacionados à má circulação, como as varizes, acabam passando despercebidos.
Por isso, é fundamental tomar todos os cuidados para que suas pernas estejam sempre saudáveis e muito bem cuidadas. Nosso texto de hoje, reúne 6 dicas de como manter a saúde das pernas. Vamos lá?

1. Exercícios físicos

Não é necessário se matar em academias para ter pernas fortes e musculosas, mas 30 minutos diários de exercícios físicossão de grande valia para a manutenção da saúdes das pernas.
A atividade física estimula a musculatura, o que ajuda no retorno venoso e reduz retenção de líquidos e inchaços posteriores. Caso você não goste de ficar presa em academias, há atividades que podem ser feitas em casa, como subir e descer escadas, polichinelos e, até mesmo, uma caminhada ao ar livre.

2. Alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável é muito importante e traz diversos benefícios à saúde das pernas. Alimentos ricos em fibras, como frutas, legumes e verduras, potencializam a circulação sanguínea, bem como alimentos proteicos auxiliam na manutenção da massa muscular, o que garante um retorno venoso de qualidade.
Além disso, é muito importante se manter hidratada. Beber cerca de 2 litros de água por dia reduz a viscosidade do sangue, diminui o risco de desidratação e evita inchaços e desconfortos.

3. Massagens

As massagens nas pernas são práticas que relaxam e estimulam a circulação. A famosa drenagem linfática é uma técnica eficaz para que haja redução de líquidos e toxinas acumuladas, além de ser de grande auxilio para redução da tão odiada celulite.

4. Óleos e hidratantes

Os óleos, junto aos cremes hidratantes, são cruciais para a beleza e a saúde das pernas, pois deixam a pele hidratada e com aspecto mais belo e jovial.
Aém disso, o simples ato de passar esses cremes e óleos estimula a microcirculação periférica, aumentando o conforto e a beleza das suas pernas.
5. Descanso
Evite passar muito tempo do dia em pé ou, então, andando com sapatos de salto alto. Após um dia de trabalho, passar algum tempo em frente à TV ou lendo um livro com as pernas ligeiramente erguidas é fundamental para o descanso da musculatura, além de auxiliar o retorno venoso.

6. Técnica ClaCs – Cryolaser e Cyro escleroterapia

A técnica ClaCs é um modo de tratar lesões venosas nas pernas combinando o efeito do LASER transdérmico às injeções de escleroterapia, sob resfriamento da pele. O LASER danifica a parede da veia, que reduz de tamanho. Além do LASER, um agente químico é injetado e aumenta o dano no vaso. Esse tratamento pode ser feito em lugar de outros métodos mais invasivos, como a cirugia de veias. Para melhorar ainda mais os resultados, existe um aparelho de Realidade Aumentada que guia o médico, evidenciando veias dificilmente visíveis apenas a olho nu.

As pernas são responsáveis por aguentar o peso do corpo. Dessa forma, merecem receber uma atenção especial. Cuidar da saúde das pernas é algo que toda mulher merece e precisa fazer.
E você leitora? O que faz para cuidar da saúde de suas pernas? Conta pra gente nos comentários.

2 respostas

  1. Tenho ma circulação nas pernas desde sempre, massageio na hora do banho, deixo correr agua fria nas celulites e sento pra ler conforme indicado. Alimentação leve sempre. Mas a questão hormonal…

    1. Prezada Dalva boa tarde!
      A doença venosa é crônica e progressiva, incurável como tantas outras. A boa notícia é: da mesma forma que podemos controlar a pressão arterial de quem tem pressão alta e os níveis de açúcar no sangue do diabético, podemos também controlar a doença das veias.
      Você poderá sentir-se muito melhor após implementar alguns cuidados e iniciar o tratamento proposto.
      Estamos à sua disposição para uma consulta completa, com mapeamento ultrassonográfico das veias e outras avaliações que se fizerem necessárias.
      Obrigada pelo contato,
      Cláudia Sathler

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.